quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Loucuras de Amor

Depois de enfrentar uma hora de trânsito, chego à minha rua. Um estrondoso som entra pelos vidros do carro, que estavam fechados. Vencida, desligo meu CD e tento entender o que se passa.Mais adiante, em frente a um pequeno prédio da rua, um ato de amor ensandecido. Uma pickup "Loucuras de Amor" com quinze mil balões a decorá-la e oitocentos mil watts de som estremece o asfalto. A homenageada consta que era uma conhecida minha , muito graciosa e gente boa por sinal. Era aniversário dela e o apaixonado contratou aquela versão miniaturizada de trio elétrico baiano para tocar as mais bregas canções de amor, enquanto o locutor com voz de cantor de tango declamava poemas.Abundavam vizinhos aos portões para assistir à linda performance.
Eu tratei foi de entrar em casa o mais rápido que pude. Sinto vergonha daquilo, ainda que nada tenha a ver comigo. É cafona demais, é brega demais. O amor estardalhante, que precisa de amplificadores tem algo de doentio - quem sabe até de superficial - dado precisar de projeção, no sentido mais psicanalítico da palavra. Não tem nada de singelo, nem da profundeza de um olhar silencioso, nem do toque sutil sobre as mãos da pessoa amada, do afago terno ou do beijo roubado em segredo. Nada. É feito de chuva de papel laminado, som no último e salva de rojões. Juro pra vocês que teve tudo isso.O amor espalhafatoso é brega, muito brega. As canções de amor entonadadas pelos pagodeiros e sertanejos (foi o repertório que ouvi) adicionam cafonice ao que por si já não precisava mais. E no caso citado, ainda mais pé-no-saco quando não me deixa ouvir o que o âncora do jornal está dizendo.

11 comentários:

Luciana disse...

Realmente, esses carros de som são mesmo muito barangos! Acho que se eu recebesse um desses em casa, eu fingiria que não estava, só pra não passar tamanha vergonha... rs

Rodrigo disse...

Ah,Vênus
Nem me fale..já paguei esse mico,sabia??Ou melhor me fizeram pagar este mico..jamais esquecerei..que vergonha!!
O amor não é barulhento..ele é silencioso e belo!

bjs

Posso usar este tema no meu post "Pergunta do dia?"rs

Vanna disse...

rsrs
É amiga, pensei q essa moda já havia passado. O pior é q passa o tempo e eles não evoluem pra uma coisa menos show d programas c/ o Gugu e Faustão entre outros quando querem "emocionar".
Bjs, e obrigada pelo apoio e carinho.
Lindo fim d semana.

Débora disse...

heheehe

Detestooo!Morreria de vergonha só de ver!!rs

bjs

R.Vinicius disse...

Acho que se eu tivesse uma namorada e ela me conhecendo bem envia-se algo assim, eu realmente terminava o namoro rsrsrsr =) Não gosto de coisas assim. Acho que o amor deve ser algo intimo, doce, meigo, romântico, surpreso, sempre novo, diferente, um agrado, algo simples, profundo, pra sempre. =)

Abraço moça, até breve,

R.Vinicius

Bonequinha de Luxo disse...

Bota cafona nisso!!!Meeedo!rs

bjs

Jane disse...

Olá Fabiana! É a primeira vez que entro no blog. Adorei e adicionei a minha lista...

Realmente cafonérrimo e desnecessária essa declaração de "amor"...
Mas... se existem esses serviços é pq tem quem goste... Pelo menos tem quem gosta de homenagear seu amado(a) dessa forma... mas eu tenho minhas dúvidas se tem alguem q sinta confortável sendo exposto a esse ridículo.

BANDEIRAS disse...

Tbm não gosto desse tipo de homenagem, se alguem quiser me matar de vergonha, faça isso comigo.
Gosto das coisas mais sutis, sou pacata, isso não combinaria com minha personalidade.

Bjs e bom domingo.

João da Silva disse...

Concordo integralmente com você. Ao pé do ouvido, com carinho, sussurros, cumplicidade... muito melhor!
Pergunta indiscreta do visitante que - chato - vem pela primeira vez: aqueles pezinhos lá no alto são seus?
Desculpe a intromissão...
Beijos carinhosos!

maisprosadoqueverso disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Vênus... e se a menina gostou?

Mas olha, eu também destestaria passar por uma dessas! Fazer o que né! Vai ver que a menina gostou!

Bjo.

GUILHERME PIÃO disse...

Concordo plenamente.
Se fosse comigo mandaria todos embora e acabaria o namoro ou sei lá o que na hora...vá pro inferno....ehehe
Abraços