sexta-feira, 29 de maio de 2009

Carta à minha mãe

Eu preciso ter você de volta.
Eu preciso ter você aqui, para me acalmar e dizer o que fazar com este cansaço.
Eu preciso disso pra poder dormir.
Eu preciso que novamente ver a cor dos seus os seus olhos.
Que entre por aquela porta e me faça sorrir.
Que jogue novamente baralho nas tardes quentes.
Que passe o ano comprando coisas para gente fazer bingo no natal.
Que reclame das minhas roupas sujas misturadas com as limpas.
Que assista filmes de faroeste enquanto eu durmo no sofá entediada.
Preciso que você faça pastel de tardezinha, tapioca no jantar e ainda tente me obrigar a comer cuscus com leite.
Que faça canjica pra eu comer com muito açúcar e leite condensado.
Que diga que não entendeu o evangelho pra eu te explicar.
Preciso que você continue a achar que eu ainda sou criança.
Preciso que você me mostre que ainda há esperança...
Ah, se eu pudesse te fazer entender... você voltaria a sorrir, e a jogar baralho nas tardes quentes.
Então, me dê a mão, já enrrugada pelo passar dos anos, e faça com que eu veja que você ainda está aí.
Me conte as histórias da sua juventude.
As histórias de quando meu pai era criança ou de quando a senhora fugiu para se casar com ele.
Vamos ver os velhos e pesados álbuns de familia, que eu vou tentar adivinhar quem é quem nas fotos envelhecidas.
Vamos ao centro da cidade ver os enfeites de Natal.
Vamos ao cinema assitir filmes nacionais.
Vamos à feira comprar DVD pirata.
Vamos, por favor, vamos, saia desse mundo obscuro,venha me visitar...
Que toda noite eu vou rezar pro papai do céu cuidar daquele que agora está distante de nossos olhos...



¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
*Há 1 ano não a vejo.Ela mora em POA.Está com Alzeimher.Meu pai faleceu há 5 meses.

14 comentários:

BETH ANAND disse...

Oi,querida

Tá explicado o seu estresse...Seu plano B só pode ser viajar para POA e curtir a companhia dela enquanto puder,linda!
Grande beijo

Andréia disse...

oi fofa! seu post me deixou emocionada... eu particularmente não sei lidar com nenhum tipo de perda.

força ae! beijo grande

Luciana disse...

Puxa, Fabiana... Não deve estar sendo fácil pra vocês, né? Mas tenha fé e esperança de que dias melhores virão, e de que Deus está presente em tudo, nunca desamparando ninguém.

Fica bem, querida...

Beijo grande!!!

MR disse...

A perda é uma merda, qualquer uma, a sensação de perda é uma merda também.
Meu pai trabalhou numa droga para Alzheimer um tempo atrás, acho que não deu certo. (Ele é imortal da Academia Brasileira de Ciências, mas ele também um dia vai morrer)
A outra maneira de lidar com a perda é a aceitação. Há coisas que não podemos mudar. Faça o que é melhor para você - aceite - e não tente lutar contra o que não se pode vencer.
Outro ponto vem do Buddha. Nada disso é nosso.
E se você acredita em alguma coisa além do visível, sabe que estaremos juntos com quem amamos, noutro plano, em breve.
Bom domingo.

Jane disse...

Se ela nao vem a vc, vá até ela!
Só não deixe o tempo passar... Pq o tempo não volta...
Bjinho

Dri Viaro disse...

Tô passando pra conhecer seu blog, e desejar otima semana
bjs

aguardo sua visita :)

Evandro Varella disse...

Concordo com o MR,
Perder também tem duas faces...além da tristeza podemos encará-la como uma libertação do que não pode ser mudado.
Aproveite sua mamãe,faça o que puder para estar com ela!
Beijos

Luciana disse...

Oi, querida!

Tem surpresa pra vc lá no blog!

Beijos!

Vanna disse...

Querida, não vivi coisas tão intensas com minha mãe, mas ela tb foi se perdendo dentro d si em seus últimos dias e meu pai já vive em um mundo particular q não se sabe como ele "inventou' pq não permite q nós cuidemos dele e nós por comodismo ou pelo q eles nos ensinaram deixamos por sua conta.
Compartilho com vc da dor da ausência.
Amei a música d fundo.
Bjs, dias d paz e bem p/ vc.

Bonequinha de Luxo disse...

Ah,querida
Que triste!!!Mas,vá vê-la logo,acarinhe-a.Dizem que que os idosos que tem Alzeimher,perdem a memória ,mas não perdem o sentimento e o toque é muito importante.
Felicidades
bjus

*Adorei a música

Rosana disse...

Amei teu Post!
Compartilho contigo essa falta da presença cosntante de mamis...
Nós, grandes mulheres crianças!

Rui Carlo disse...

Me sinto um filho mau, ao te ler, pois estamos meio-rompidos, eu e a mãe de meus irmãos, e somo eu sinto falta de uma conversa sem assunto definido, um velho filme na TV e a sopinha quente de legumes que ela me obrigava a tomar e eu achava ótima, mas fingia que não, para ter sua atenção só pra mim, mesmo que fosse sob brigas...
Beijo fofo

Cláudia Gonçalves disse...

Mãe é uma benção também... Vá vê-la logo que puder. |Enquanto não puder, faça-se presente por telefone, carta, telegrama... qq coisa. Não perca nenhuma oportunidade de falar e ouvi-la.

Bjos.

paula barros disse...

Li, fiquei emocionada.

bjs