sábado, 8 de novembro de 2008

Diário

Nunca fui uma pessoa com memória fotográfica.Pelo contrário. Sempre fui parecido com a Dori, aquela peixinha do filme "Procurando Nemo". Para quem nunca viu o filme, a Dori tinha um tipo de perda de memória recente. Aliás, para quem nunca viu o filme, veja. Vale muito a pena. O fato é que eu tenho uma péssima memória. Sou daquelas que liga para a pessoa e quando a pessoa atende, digo "Ih, esqueci o que eu ia falar. Quando eu lembrar, ligo de novo.". Chego ao ponto de ser aquela pessoa chata que interrompe a conversa dos outros para falar algo, porque, se eu esperar 10 segundos que seja, eu vou me esquecer o que precisava falar. Parece engraçado, mas tem momentos que é desesperador. Marcelo(meu love) tem a maior paciência do universo, mas de vez em quando se irrita com isso. Agora mesmo eu estava falando com ele ao telefone e, mal desliguei o telefone, lembrei de falar algo sobre o presente de um casamento que iremos logo mais. Liguei de volta e ele ficou irado ["pô, amor, já tava entrando no banho!"].
E agora, escrevendo, lembrei que esqueci de falar para ele que estou usando a capa do óculos dele porque perdi a minha. =/ Aí você me pergunta: E daí? Isso se eu não esquecer de escrever nele!

Daí que, estes dias estava relendo alguns diários antigos meus. É, eu costumava fazer diários. Hoje em dia, quando muito, anoto na agenda as coisas mais importantes que fiz no dia e olhe lá. Reler tanta coisa, reviver tanta lembrança, foi tão gostoso... Não que eu tenha saudade do passado, mas nostalgia, sem excesso, não faz mal a ninguém. Pelo contrário: Fez um bem danado lembrar de tanta coisa esquecida, tantas besteiras, tantas angústias que passaram. Mostra quanta coisa eu já superei [e reafirma o quanto de força eu tenho para superar determinadas coisas]. Acho que foi por isso que resolvi voltar a fazer diário. Não um blog, um diário mesmo, escrito a mão. Sei que hoje pode parecer besteira, mas daqui a uns 5 anos, vou achar tudo muito divertido. E eu mereço ter algo para me entreter daqui a uns 5 anos. Além do mais, fiquei pensando.... O diário da Anne Frank é best-seller. O diário da Bridget Jones virou filme [!!!]. O diário do Che Guevara foi publicado. O diário da Bruna Surfistinha virou modinha. O diário da princesa é pop. Quem sabe um dia, daqui a uns 200 anos, escafandristas encontrarão meu diário e o publicarão, como relatos do início de um século? Quem sabe meus descendentes serão famosos por conta do meu diário perdido?

11 comentários:

Luciana disse...

Pois é, Fabiana. Já fiz diários na minha adolescência, mas minha mãe descobria tanta coisa minha através deles que desisti. Não dava pra esconder nada dela! Mas acho super legal essa coisa do registro, principalmente quando se lê isso numa outra fase da vida.

Ah, e sobre esse negócio de esquecer as coisas, nem me fale! Acabo me esquecendo até de coisas super importantes e isso já me "detonou" várias vezes, até mesmo no trabalho...

Beijos!

BANDEIRAS disse...

Menina, nem me fale em esquecimento...
Ando sempre com uma agenda em baixo do braço, senão esqueço meus compromissos.
Fazer o que .....é a idade chegando !!! ahahahahah

Bjs

Crys disse...

Olá,Vênus
Adorei seu espaço..muito legal!
Obrigada por ter sido a 1ªa comentar no meu Blog..hehe
Espero que seu Diário não leve tanto tempo para ser editado e que vc possa aproveitar seus ônus.Que tal:O Diário da Deusa??rs

beijos

Uiara Cruz disse...

Nossa, enquanto eu lia sobre os diários me veio a os meus. Sempre tive diário tb e concordo, é uma excelente experiência, muito bom reviver momentos que ja se passaram.
Boa semana.

Rui Carlo disse...

Tambem sou uma merda sobre memoria recente... é comum quando vou fazer comentário no blog ter que reler o blog para comentar, pq durante a leitura surgem idéias, mas logo somem porque outras ideias aparecem sobre...
Pois é, Deusa, pense se tua homonima afrodite houvesse escrito diários - todos hoje saberiam que as deusas não são mitos, mas foram e são verdadeiras mesmo!!!
Beijo

Andréia disse...

eu tive 2 diários, 1 só meu e o outos era coletivos, eu escrevias c otras 2 amigas aí era as msm histórias pq viviamos anando juntas + com 3 pontos de vistas diferente.

Agora estou pensando se escrevo um em 209.

beijokas e ate+

BRUNO LEONARDO disse...

Oi,linda
Acho que já estou ficando com Alzahimer..esqueço tudo:chave do carro,do que vou falar,do que me falaram;esqueço até de almoçar..aí penso:Nossa,que fome!Por que será?
Aí alguem me pergunta:Vc almoçou a que horas? Xiiii,eu não almocei!rs
Aguardo a publicação do seu diário!

bjs

[ rod ] disse...

Moça depois de um perído ausente.. retornei aos blogs.. e como estou aí no seu item PALAVRAS AMIGAS (obrigado!!) vim te convidar:


Venha conferir o início de tudo.

Venha sentir o gosto dos meus...

Traga também os seus.

O antigo blog O AveSSo dA ViDa agora se chama dogMas.


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

fabiola disse...

Eu tbm sou super esquecida... meus amigos quando pedem algo pra fazer até me ligam pra lembrar.. hauhauhu!

Adorei seu blog!!

[Farelos e Sílabas] disse...

...

E a vida seguirá seu curso, de notas em notas, de palavras em palavras, uma maternidade de idéias!

Estas é que valerão à pena, quem sabe...

Continue vivendo-escrevendo!

...

Vanna disse...

Querida, melhor investigar isso, pode ser apenas desligamento, mas tb pode não ser.
É bem legal olhar p/ trás e ver q vencemos obstáculos, q sobrevivemos isso nos dá mesmo esperanças p/ as novas dificuldades.
Bjs, ótimos dias.