quinta-feira, 6 de março de 2008

Máscaras

Nascemos crianças lindas, felizes, espontâneas e boas comunicadoras.Todos nascemos principes e princesas.Ao longo do nosso desenvolvimento, por questões de sobrevivência, por pressão de nossos país e familiares, por convenções culturais, por pressões sociais, por traumas e fatos de nossa história de vida fomos nos adaptando às circunstancias para poder sobreviver. E como toda criança é generosa, abrimos mão de nossa essência em prol de uma persona(máscara), para poder sobreviver!
Com isto, muitas vezes, nos transformamos em sapos, distantes de nossa verdadeira natureza bela!
Por que será que por não querer abrir mão de minha essência e me transformar em sapo(ou perereca,ou sapa,sei lá...) eu sempre acabo me mostrando,dizendo verdades que os outros não querem ouvir e PRONTO...lá se vai mais um "amigo",um namorado,um vizinho.....Alguém pode me dar o endereço de uma fábrica de máscaras???

6 comentários:

BRUNO LEONARDO disse...

Êita!O que foi que vc andou falando por aí,linda??
Fez bem...também sou assim...Falo na lata,igual criança!

Máscaras?Nada....sapo???Nada!!!rs

Bjs

Fatima Gama disse...

Amiga somos bem parecidas, não consigo ficar calada aos fatos e também ainda não achei a fábrica de máscaras, preciso de uma, ao longo de minha vida conquistei poucos amigos mas que se foram por causa da minha sinceridade, todos falam o que querem mas só querem ouvir coisa boas e quando os mostramos que não são perfeitos passam a nos dar gelo, assim sempre fui solitária, sem muitos amigos, fazer o quê? Rsr, é minha essência e não vai mudar, elas preferem a falsidade, assim se sentem melhor quanto aos seus egos! bjs e bom fim de semana!

Ricardo Rayol disse...

Pelo jeito precisaria mesmo de aprender a segurar a lingua, rs.

Tem mais um capitulo da saga.

Débora disse...

Olá,amiga
Desculpe o sumiço...muito trabalho e estudo...
Olha,eu já pequei por aceitar muitas coisas das quais eu não aceitava,mas estou aprendendo com vc a não usar máscaras mais..

Bjs

Rui Carlo disse...

Como os ensina Pessoa, somos vários nm só: somos quem realmente somos, somos aquilo o que pensamos de nós, somos o que queremos ser, somos o que os outros pensam que somos.. ainda aumento mais, em cada momento, lgar ou ocasião, somos diferentes tamném...
Sabe a partir de quak momento o ser humano passa a fingit e deix DE SER NATURAL? quando deixa de estar só, a companhia humana sempre força o outro humano a fingor-se... beijo, tô meio sumido, devdo GRANDES MUDANÇAS EM MINHA VIDA.. bj

Vida em Palavras disse...

Realmente situações da vida no impõe vertir máscaras, mas acredito que podemos ser fortes o suficiente para evita-las é muito mais admirável alguém que tem peito p/ dizer verdades cabe ao outro saber ouvi-las Adorei esse seu espaço, voltarei mais vezes.