quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Meus Vizinhos


Quando a mulher do meu vizinho vem visitá-lo ninguém nas redondezas precisa de despertador. Não tem como alguém se atrasar. Eles vivem se estapeando logo que amanhece o dia. É o nosso alarme. Ô gente esquisita!
Se não fosse tão triste era engraçado porque vivem aos beijos e... tapas!
A família mora em outra cidade e ele trabalha aqui, por isso ele se acha “o solteiro”, e, convicto disso, vive namorando. Quando a mulher está na cidade ele quer continuar com a vidinha de sempre e aí a coisa fica preta. A mulher bota pra quebrar. Rola a maior briga.
A gente sabe logo quando ela chega. As paredes finas denunciam.
Os funcionários do prédio dizem que é ela que começa a azucrinar o juízo dele. Que é ela que provoca.
Como assim? Ela provoca?
O cara é casado, circula com as namoradas - tem mais de uma que eu já vi - aqui no prédio pra todo mundo ver e é ela que provoca o cara? Ele é um tremendo cara de pau, isso sim e ainda gosta de apanhar e... bater.
Bem, na verdade, ela também não fica atrás. Bate, apanha, bate apanha... Mas não se largam. Eca, estou achando que eles têm o maior tesão com essa história!
Quando a gente menos espera... plac...plac...plac. Lá estão se engalfinhando... Devem ficar pelados porque estala pra cá, estala pra lá. Acho que é a b*@&# que sofre!O que é engraçado – afe – é o arrulhar deles pelos corredores. Passam pela gente aos beijos e abraços como se nunca tivessem se estapeado. Eu é que fico sem graça quando encontro os dois. Eles sabem que eu sei... que todo mundo sabe e nem ficam com a cara vermelha... Credo

13 comentários:

Rui Carlo disse...

Diz pra ela botar umpar nele... ele vai ficar mansiiiiinho, que homem não aceita ser corno, briga uma vez, depois que sabe que só foi revide, fica com o rabo entre as pernas... "entre tapas e beijos" (kkk)

Fatima Gama disse...

Rsrs, eu também estranho este tipo de atitude, gente esquisita mesmo rsr, prefiro minha vidinha normal e sem graça, pouca adrenalina mas na paz rsr.
Obrigada pela preocupação, estive mesmo bem doente e até estava afastada do trabalho, voltei esta semana e ainda não coloquei o serviço em dia mas assim que eu coloque volto a blogar e te aviso. Depois com calma volto para ler os posts anteriores, bjs

Micha Descontrolada disse...

hahaha tive q rir com o seu post...
realmente, pq eles não se largam? ng merece...no fundo, devem gostar mesmo dessa brigalhada toda.


/(,")\\
./_\\. Beijossssssssss
_| |_.................

Otávio B. disse...

Tem gente que ama, mas não cede...E é isso que dá, brigam, brigam, mas depois estão lá, se abraçando...A única coisa que não pode ter é traição, mas não cabe a nós julgar.

Beijo

http://espadadotemplario.blogspot.com/

BRUNO LEONARDO disse...

hauhauhauhau

Adorei o plac plac plac...

E o que é a b*@&# ????heheeheh

Adorei seus vizinhos.Vidinha bem exagerada!!hehe

Bjs

Marcos disse...

Tive como vizinhos um casal assim. O pior é que todas as vezes que nos encontramos numa roda de amigos, ela pede pra eu contar as brigas que eles tinham. Isso, sim, é barraqueira de carteirinha e crachá.

Rui Carlo disse...

O problema é por conta da "dopamina", substância que dá satisfação. O organismo cria esta substância e injeta no sangue, que estimula o cérebro. Os fatpores mais comuns para a criação da dopamina são: fazer amor, sentir-se amado e amante, ódio, raiva, orgasmo... embora seja um estimulante natural ele vicia e pode criar dependência... quando tô de namorada e a gente começa a brigar, aproveito a cara de pau que Deus me deu e que eu soube cultivar muito bem, obrigado, aí olho pra ela: - Você sabe que a gente ta brigando por frescura não, sabe... e que isso não vai diminuir meu gostar por ti... aí dou uma bela gargalhada... ela ri também, aí pronto; Se a raiva e o riso criam o mesmo hormônio, então uso o benefício do intelecto e mudo o fator desencadeamnte...
Beijo minha Afrodite, tô pra brigar contifo de tanta saudade.. Olha a dopamina!!!! kkkkk

Anne Louise disse...

Oi,Fabi
Adoro o seu jeito de contar suas histórias..
Nossa..de vizinhos assim quero distância.
Bjs

BETH ANAND disse...

Oi,querida
Hoje postei novamente...dofícil!!

Mas,vejo que vc cada vez mais está escrevendo muito bem e angariando seus leitores...parabéns!
Adorei a graça com que vc escreveu este texto!

Bjs

Vanna disse...

É querida, tem doido p/ tudo. rsrsrs Mas quero eles longe d mim. Tenho medo d acabar não indo embora depois. rsrsrs
Bjs, bom fim d semana.

Ricardo Rayol disse...

tem tarado pra tudo. de repente ela está reclamando porque nao consegue participar ehehehehe

Alisson disse...

Eu não entendo o que faz com que duas pessoas que se estranham o tempo todo queiram permanecer juntos, como marido e mulher. Acho que relacionamento, qualquer que seja ele, depende de harmonia.

PS. Voltei, desculpa. Foi acúmulo de trabalho e de prazos vencendo.

R Lima disse...

É por estas e por outras razões que vale a sabedoria do ditado: em briga de marido e mulher não se mete a colher...

Depois ficamos nós como cupaldos.

Bjs,



Texto de hoje: SeR...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...