sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Correndo Risco de Morte!



De vez enquanto gosto de trazer uma história do meu passado à tona.Hoje me lembrei que um dia escapei de morrer por não aprender a ouvir e fingir que não é comigo.

Morava pouco tempo em São Paulo,minha mãe tinha vindo comigo do Rio .Eu estava voltando do cursinho (ou seja, faz muito, muito tempo), esperando o ônibus na Av. Nove de Julho, que me levaria ao meu lar. O saco estava na lua, o cansaço estava dose, e ainda tinha que aguentar os são paulinos insuportáveis, todos saltitantes indo a algum jogo da Libertadores. Eis que um ônibus lotado de tricolores pára para recolher alguma pobre vítima no ponto em que eu estava. Um bambi colocou a cabeça pra fora da janela e, bancando o macho, começou a dirigir-me palavras de baixíssimo calão, que remetiam ao meu órgão sexual e ao sexo oral grotesco que ele pretendia me obrigar a realizar com o órgão sexual dele. E eu, no auge da maloqueirice, respondi:
- Por que você não vai fazer isso com aquela puta rampeira da sua mãe e com a arrombada da sua irmã?
- Você cala essa boca, senão eu te quebro a cara.
- Quebra porra nenhuma. Você banca o macho pros outros, mas no fundo gosta mesmo é de (piiiiiiiiiiiiiiiiiiii).
- Repete, e eu te arrebento.
- Você gosta mesmo é de (piiiiiiiiii) e, se for homem, desce pra me bater!
Eu jurei que ele não ia fazer isso. Mas aí ele começou a se movimentar em meio aos usuários do ônibus, que se espremiam no corredor, de forma a alcançar a porta, descer e, obviamente, rachar o meu crânio em vários pedaços. "Agora morri!", foi o que eu pensei. Nem esbocei reação, não pensei em fugir. Praticamente me convenci que a morte seria inevitável e que, se possível, eu passaria desta para melhor berrando que o idiota gostava mesmo é de (piiiiiiiiiiii).Acionado pelas luzes de emergência, meu anjo da guarda interrompeu o lanche e, num mau humor canino, desceu e deu um berrão na orelha do motorista do ônibus que conduzia meu potencial agressor: "Acelera essa joça, meu filho!"
O ônibus começou a andar e eu escapei de virar almôndega.A pergunta que não quer calar é: eu aprendi a lição? Aprendi? Não! Um dia eu conto outra história em que também escapei por um triz por não ficar calada!. Vou só trabalhar um pouco!

11 comentários:

Carol Freitas disse...

Nossa... Hilário!!!!! rsrsrs
Eu sou pró nessas coisas... Uma vez eu quase apanhei de uns caiçaras ... rsrsrs
Mas, é engraçado lembrar...
Abração!!!!
(sempre visito o seu blog, apesar de não ter um, faço visitas assíduas aos que eu encontro e gosto, e eu gostei muito do seu!!!)

MUTUMUTUM disse...

Putz!!!

Pior, é que o cara merecia, mesmo, ouvir umas boas... e apanhar, também. Ele tava querendo descer pra te pegar???? Covardão... na certa, gosta de (piiiiiii) mesmo!

Mas o cara era SÃO PAULINO mesmo?!?!? Pow! Sério??? Que desonra pra minha classe!!! Espero que esse filho de uma (piiiiiii) seja socado por um imenso (piiiiii) bem no meio do (piiiiii)!

Ahhh... Gostei da sua defesa :)

Abraços o/

Rui Carlo disse...

Vc tava certa e o cara ía rebentar tua cara linda, e hoje vc não estaria contando essas pra gente... já cendeu a vela pro teu anjo da guarda? (kkk)
Te adoro

Débora disse...

Nossa Vênus
Contenha-se e quando ouvir esses impropérios fica caladinha..pense num dia claro de verão e abstrai..são paulino é fogo mesmo..rsrs
Combinou com o Bruno?quero conhecer vc...

beijos,querida

BRUNO LEONARDO disse...

Cara folgado..eu tinha que estar nesse ônibus....ele ia pedir pra sair..

Vê se aprende...são paulino =vascaino
Naum tem jeito...rs

bjs

Ricardo Rayol disse...

O pior que iria apanhra de um viado, porque homem macho não bate em mulher, mesmo levando tapa na cara.

mas como tu é gaucha tinha que aprontar rs.

Rodrigo disse...

Èita conterrânea cabeça quente,bah!

Mas,essa turma de ônibus de futebol ficam se achando...poderiam at[é brincar,mexer ,mas não dessa forma..ridículo1
Vê se aprende,tá?
beijos

Micha Descontrolada disse...

olá, vim parar aqui através do blog do Rodrigo..fiquei curiosa com seu comentário, achei interessante..e realmente vc é doida...ahaha
me diverti com a estória, foi salva pelo gongo.


/(,")\\
./_\\. Beijossssssssss
_| |_.................

carpe diem.

Adriana disse...

Oi,querida
Cê é doida,menina??Dessa turma a gente passa longe...

Mas,que foi engraçado o piiiiii!!! foi..srrssr

bjs

Anne Louise disse...

Tenho uma história parecida,mas foi numa balada....O cara veio pra cima querendo me beijar e eu o chamei de "bicha louca".Quase apanhei,só que minha galera era maior..Toma juizo!


Beijos

Sonho Meu disse...

Eita guria corajosa gente !
Se fosse comigo, eu sairia correndo pra uma loja qualquer pedir socorro.
Cuidado menina !
bjokinhas,
me